Sistemas de refrigeração da Fava são modernizados utilizando tecnologia Altus

A atividade agrícola é, desde a época do Brasil colônia, um dos pilares da economia nacional, respondendo por cerca de 23% do PIB. A representatividade é tamanha que, atualmente, o país ocupa a terceira posição no ranking mundial dos maiores produtores de alimentos; segunda colocação entre os que mais exportam. Um dos itens pelo qual a agricultura brasileira se destaca é o cultivo da banana. Em 2016, o país colheu um total de 6.892.622 toneladas e se tornou o quarto maior produtor da fruta no mundo. A Altus, através de seus produtos de excelência tecnológica, está contribuindo para que estes números possam crescer ainda mais.

Em fevereiro de 2017, o Grupo Fava, empresa especializada na climatização e distribuição de bananas, passou a utilizar duas das principais séries de produtos da empresa para otimizar o desempenho da produção de sua fábrica. A solução desenvolvida pela TECNICAL, integrador certificado da Altus, em parceria com a Deltafrigo, é responsável pelo gerenciamento de todo o processo de refrigeração da planta, incluindo o controle de compressores, condensadores e níveis de operação de importantes variáveis do sistema, como pressão, temperatura, gases e alarmes. A aplicação tem capacidade para controlar, de forma totalmente automatizada, o registro e a rastreabilidade dos dados de todo o processo de climatização da unidade, localizada na cidade de Jundiaí/SP.

Utilizando os controladores programáveis da Série Nexto, operando em conjunto com cabeças remotas da família FBs, a solução aplicada também comanda os sistemas de controle de umidade e atmosfera controlada, que gerencia a geração, mistura e proporção dos gases injetados nos 18 túneis de resfriamento da unidade. A automatização empregada no projeto proporciona uma maior economia à Fava, uma vez que reduz o consumo de gases como N2 e C2H4 e dispensa altos gastos com a compra de nitrogênio e etileno, gases utilizados no processo de climatização. Com cerca de 1.200 pontos de comunicação, a solução ainda é responsável pelo controle e supervisão do processo de resfriamento, o que, somado a todos os outros sistemas, dá ao cliente controle total sobre os ciclos de climatização da banana.

Iniciado em julho de 2015, quando as instalações civis, mecânicas, elétricas e de automação começaram a ser executadas, o sistema é apenas o quarto deste modelo a ser implantando no mundo, primeiro no Brasil. Já existe a previsão de construção de mais 18 túneis de resfriamento como este, que substituiriam outros mais antigos e de menor capacidade. Hoje, a Fava climatiza cerca de 900 toneladas de banana por semana, com as modernizações, a estimativa é de que este número suba para 1.100 toneladas por semana.