Grupos supermercadistas otimizam processos com tecnologia Altus

Com faturamento de R$ 338,7 bilhões, o que representa cerca de 5% do PIB nacional, o setor supermercadista foi um dos poucos segmentos da economia que apresentaram crescimento no último ano. Em comparação com 2015, os números de 2016 mostraram uma evolução de 7% no mercado, um feito considerando que, à época, o Brasil atravessava o momento mais sensível de sua crise político-econômica. Além de uma gestão mais ajustada e assertiva, boa parte deste resultado positivo deve-se ao investimento em tecnologias que contribuam para diminuir gastos e aumentar a eficiência de processos internos.

Seguindo este padrão de investir em tecnologia para maximizar resultados, recentemente, dois destacados grupos supermercadistas buscaram nas soluções que utilizam produtos e inteligência de engenharia Altus uma forma de potencializar o desempenho de suas unidades espalhadas pelo país. Os primeiros foram os paulistas do Assaí Atacadista, grupo com presença em 16 estados de quatro regiões brasileiras e um portfólio de ofertas com mais de sete mil produtos. Em seguida o Grupo Mateus, empresa maranhense com presença nos estados do Maranhão, Pará e Tocantins, optou pelas máquinas fabricadas com tecnologia Altus para modernizar o processo de corte de frios.

Ambos escolheram a nova fatiadora de frios da Jevac, fabricante das melhores seladoras a vácuo do mercado nacional e parceira da Altus no segmento de OEM. A tecnologia presente nos controladores programáveis, IHMs e fontes utilizadas propicia um considerável ganho de desempenho e precisão em comparação à antiga geração das máquinas. A otimização do consumo, que baixou cerca de 30% em relação aos produtos tradicionais, é um dos fatores de destaque. Juntas, as duas empresas devem consumir um total de 45 máquinas até o final do ano, movimento que, em conjunto com outras ações e processos, deve contribuir para manter o setor supermercadista crescendo nos próximos anos.