P-70: plataforma comissionada e pronta para operar

P-70: plataforma comissionada e pronta para operar

03 Dez 2019

Ontem (02/12), nosso time de especialistas finalizou os últimos detalhes do processo de comissionamento da P-70, mais uma plataforma da Petrobras automatizada com tecnologia Altus. O Shipyard Sail Away Ceremony, evento que marca o encerramento do projeto, foi realizado no China Offshore Oil Engineering Corporation (COOEC), estaleiro onde a unidade foi construída. Agora, a FPSO parte em uma viagem de cerca de 40 dias em direção ao Brasil, onde irá operar no campo de Atapu, região de exploração da Bacia de Santos no Pré-sal.

Com 353 mil toneladas, 288 metros de comprimento, 54 metros de largura e 31 metros de altura, a FPSO tem capacidade para produzir 150 mil barris de petróleo e seis milhões de metros cúbicos de gás natural por dia. Neste projeto, o escoamento da produção de petróleo será feito por navios aliviadores, enquanto a produção de gás será escoada pelas rotas de gasodutos do Pré-sal.

Tecnologia Altus no Pré-sal

Com início de operações previsto para janeiro de 2020, a P-70 será a quinta plataforma replicante comissionada pela Altus a produzir no Pré-sal. A unidade junta-se às FPSOs P-66P-67 e P-69, localizadas no campo de Lula, e à P-68, instalada no campo de Berbigão. Além dessas cinco unidades, a tecnologia Altus também é responsável por controlar sistemas e subsistemas de outras duas plataformas que operam no Pré-sal brasileiro: P-58, no complexo do Parque das Baleias, e a P-76, no campo de Búzios.