Plataformas com tecnologia Altus deverão ser instaladas pela Petrobras em 2018

Plataformas com tecnologia Altus deverão ser instaladas pela Petrobras em 2018

19 Jan 2018

Recentemente, a Petrobras anunciou a instalação de oito novas plataformas de exploração e produção de petróleo para 2018, número recorde para a companhia. As embarcações atuarão em diferentes bacias do Pré-sal brasileiro e, no prazo de um ou dois anos, irão ampliar a capacidade produtiva nacional em mais de 1 milhão de barris por dia, o que corresponde a quase metade do volume total de óleo extraído em todo o país, que, hoje, é de 2,6 milhões de barris por dia. Entre as unidades que entraram em produção estão P-67, P-68, P-69 e P-76, FPSOs automatizadas com tecnologia e inteligência de engenharia Altus.

Há 35 anos entregando disponibilidade e criando as condições propícias para que o setor petrolífero prospere, temos participação direta no alcance desta marca. Nas últimas três décadas, nossa equipe de O&G foi responsável por automatizar mais de 30 unidades de exploração offshore, entre elas a P-58, uma das líderes de produção com 6% do total realizado no país. A plataforma, que está operando no Parque das Baleias, parte capixaba da Bacia de Campos, tem média diária de 158 mil barris de óleo e 4,7 milhões de m3/dia de gás natural.

Em estágios distintos do processo de comissionamento, as quatro plataformas automatizadas pela Altus que deverão entrar em operação nos próximos meses estão sendo construídas em diferentes estaleiros. Enquanto a P-67 está na China, estaleiro COOEC, em fase final de comissionamento do Hull e Topside, as outras três unidades estão no Brasil: P-68 (Hull e Topside) no estaleiro Jurong Aracruz, em Aracruz/ES; P-69 (Hull e Topside) no estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis/RJ; e P-76 (Topside) no estaleiro Techint, em Pontal do Sul/PR.

Além destas plataformas, ainda estamos com um time de especialistas atuando no comissionamento do Hull da P-70, no estaleiro de Cosco, também na China.