O que é e para que serve o protocolo HART?

O que é e para que serve o protocolo HART?

19 Jan 2020

Com o fim da Segunda Guerra e a queda de importantes barreiras geopolíticas, o mundo entrou em uma nova era tecnológica. Neste momento, a aproximação dos campos do conhecimento científico e da atividade industrial permitiu o rápido desenvolvimento e absorção de tecnologias de ponta em todas as etapas produtivas da indústria, movimento que ficou conhecido como a terceira revolução industrial. Foi neste contexto que, em 1989, surgiu o protocolo HART. Sigla em inglês para Highway Addressable Remote Transducer (Via de Dados Endereçável por Transdutor Remoto), o protocolo foi criado para facilitar a calibração e os ajustes de range e damping de equipamentos analógicos.

Características e benefícios do protocolo

Comumente utilizado para comunicação entre dispositivo de campo inteligentes e um sistema de controle, o HART foi o primeiro protocolo digital de comunicação bidirecional a não afetar o sinal analógico de controle. O padrão fornece dois canais de comunicação simultâneos: um sinal analógico de 4-20mA e um sinal digital. O sinal analógico transmite a variável medida (no caso de um instrumento de campo) utilizando uma malha de 4-20mA, enquanto o sinal digital é utilizado para levar informações adicionais do dispositivo, como padrões de configuração, calibragem, parametrização, TAGs descritivas, entre outros.

O HART pode ser utilizado em aplicações dos mais variados segmentos da indústria, até em ambientes perigosos. O protocolo opera segundo o padrão Mestre-Escravo, onde o escravo somente transmitirá uma mensagem se houver uma requisição do mestre, ou seja, o instrumento de campo (escravo) só irá enviar informações quando receber uma requisição do sistema de controle (mestre).

Em termos de performance, o HART destaca-se por ter as seguintes características:

  • Projeto simples, de fácil operação e manutenção;
  • Compatibilidade com a instrumentação analógica;
  • Sinal analógico e comunicação digital;
  • Opção de comunicação ponto-a-ponto ou multidrop;
  • Flexível acesso de dados usando até dois mestres;
  • Suporta equipamentos multivariáveis;
  • 500 ms de tempo de resposta (com até duas transações);
  • Compatível com produtos e outros protocolos de vários fornecedores.