Indústria cafeeira nacional moderniza processos com tecnologia Altus

Indústria cafeeira nacional moderniza processos com tecnologia Altus

13 Fev 2020

Maior produtor e exportador de café, o Brasil colhe cerca de 50 milhões de sacas por ano, o que corresponde a quase 1/3 de toda a produção mundial. Porém, mais do que seus resultados quantitativos, o café nacional é reconhecido pela qualidade dos frutos produzidos. Apreciado por seu aroma e sabor únicos, o café brasileiro é encontrado em mais de 120 países ao redor do mundo, tendo os Estados Unidos, a Alemanha, a Itália e o Japão como principais consumidores.

Além de suas características diferenciadas, o café brasileiro também é reconhecido por seu desenvolvido processo produtivo. Ao longo do tempo, os produtores nacionais desenvolveram técnicas especiais para o cultivo, investindo em tecnologias que possibilitaram a conquista do mercado mundial do produto. Hoje, parte do processo de beneficiamento de muitos cafeicultores é automatizado através das soluções desenvolvidas pela Altus.

A tradição do café mineiro

A Três Corações, um dos clientes mais tradicionais que atendemos no setor cafeeiro, utiliza algumas de nossas principais séries de CLPs em seus processos produtivos desde a década de 1990. A tecnologia dos produtos Altus está presente em diversas fábricas da empresa no Norte e no Nordeste brasileiro. Em Eusébio/CE, os produtos da Série Nexto, nossa mais avançada linha de controladores programáveis, e o software BluePlant, solução para supervisão de processos, são responsáveis pelo controle do Sistema de café cru, balança de blend e alimentação dos torradores. 

Já na fábrica de Manaus/AM, o CLP Nexto faz nova dupla com o BluePlant para atuar no controle dos torradores de café. Além destas duas, outra unidade da Três Corações que conta com soluções Altus é a de Natal/RN. Nela, uma CPU NX3004, em conjunto com uma IHM da Série X2-BASE, tem a incumbência de controlar o processo de aglomeração de achocolatado da fábrica, enquanto uma CPU FBs em conjunto com outra IHM X2-BASE atua no controle de densidade do café na saída do processo de moagem.

Fortalecendo a expansão do café paulista

Além da gigante mineira, a tecnologia de nossos produtos também ajuda a indústria cafeeira paulista a aumentar seus níveis de qualidade e produtividade. Em 2019, o Café Caiçara, que iniciou suas atividades na década de 1950, teve parte de sua fábrica em Jundiaí/SP modernizada com os controladores compactos Nexto Xpress. Na unidade, as transportadoras, silos e peneiras são controlados por uma solução com dois CLPs Xpress operando em conjunto com uma IHM X2-BASE.

Também em São Paulo, porém, na região noroeste do estado, o Café Cimo investiu na modernização de seu parque industrial utilizando tecnologia Altus. A fábrica, localizada na cidade de São José do Rio Preto, teve seu sistema de controle da balança e do misturador de café torrado atualizado com os CLPs Xpress e o software supervisório BluePlant. As melhorias implementadas possibilitaram ao cliente fazer a mistura de cafés com mais precisão e de forma automática, além da possibilidade de gerar relatórios de desempenho.

Em todos estes projetos, a Hauke Automação Ltda, nossa parceira há mais de 20 anos, foi responsável pelo desenvolvimento em integração das soluções implementadas.