P-70 inicia produção de óleo na jazida de Atapu

P-70 inicia produção de óleo na jazida de Atapu

29 Jun 2020

A P-70, uma das plataformas replicantes da Petrobras automatizadas pela Altus, teve seu processo de produção iniciado na última semana. Com 353 mil toneladas, 288 metros de comprimento, 54 metros de largura e 31 metros de altura, a FPSO tem capacidade para produzir 150 mil barris de petróleo e seis milhões de metros cúbicos de gás natural por dia. A unidade está operando na jazida compartilhada de Atapu, porção leste do Pré-sal da Bacia de Santos, próximo ao campo de Búzios.

Neste projeto, o escoamento da produção de petróleo será feito por navios aliviadores, enquanto a produção de gás será escoada pelas rotas de gasodutos do Pré-sal. Aliás, você sabia que a tecnologia Altus é responsável por automatizar cinco das 20 plataformas mais produtivas do país? Nossos produtos também são responsáveis por produzir 34% de todo o óleo explorado no Pré-sal (índice referente à 2019).

Tecnologia Altus no Pré-sal

A P-70 é a quinta plataforma replicante comissionada pela Altus a produzir no Pré-sal. A unidade junta-se às FPSOs P-66, P-67 e P-69, localizadas no campo de Lula, e à P-68, instalada no campo de Berbigão. Além dessas cinco unidades, a tecnologia Altus também é responsável por controlar sistemas e subsistemas de outras duas plataformas que operam no Pré-sal brasileiro: P-58, no complexo do Parque das Baleias, e a P-76, no campo de Búzios.