O desafio de explorar novos mercados em momentos de grande mudança

O desafio de explorar novos mercados em momentos de grande mudança

21 Ago 2020

É da natureza humana explorar novos mercados e regiões. Os motivos para tal são variados, desde necessidade até expansão. Quando olhamos para empresas, o cenário não é diferente. Porém, utilizam-se outros termos: sobrevivência e crescimento.

No caso da Altus, temos a convicção de que podemos crescer, ampliar e melhorar nossas ofertas ao mercado; a busca por novos mercados se faz necessária para tal. É impossível competirmos com players globais sem ser um player global. Para isso, a expansão de fronteiras (ou internacionalização) é fundamental para a Altus. Porém, como minha mãe sempre diz: "Querer não é poder", precisamos entender quais são os desafios para transformar o nosso ‘querer’ (desejo) em ‘poder’ (possibilidade). Ainda, para complicar um pouco a equação, estamos vivendo um momento de grande mudança para a humanidade, tanto na esfera de tecnologia, como na esfera humana.

Há muito tempo se fala na tão famosa digitalização que vinha ocorrendo e permeando nossas vidas aos poucos, de forma muito superficial nas relações humanas (pelo menos na América Latina). O novo cenário mundial, causado pelo famoso Corona vírus, forçou essa digitalização para o nosso dia a dia. Reuniões, conferências, "visitas", tudo é realizado de forma virtual e quase como se fosse ao vivo e a cores. Olhando por essa ótica, a Altus está muito bem posicionada. Então, falta algo para nossa internacionalização?

Sempre falta! 

Entretanto, mesmo faltando, temos uma cancha livre para correr, desempenhar e conquistar. O grande desafio é entender o ponto de entrada, como ter a possibilidade de poder apresentar nossa solução (produtos) para nossos futuros clientes. 

A digitalização ajuda (e muito) nesse sentido. Em contrapartida, o momento atual mundial (COVID-19) gera muita insegurança em todos os mercados e faz com que muitas empresas estejam avessas a qualquer tipo de mudança, estão muito focados em manter o que tem – voltando aos conhecimentos da minha mãe: "Mais vale um pássaro na mão do que dois voando". 

Colocado esse panorama complexo de adversidades, temos tomado algumas ações alinhadas com nossos valores e com grande potencial: desde publicações em redes sociais até melhoria de produtos objetivando a massificação e a intuitividade na utilização. As ações devem ser agradáveis para tornar a jornada gratificante, e é exatamente isso que temos feito. Publicações técnicas focadas em soluções, ensinamentos, arquiteturas e tecnologia; essa é a melhor maneira de captar LEADS (potenciais clientes). 

Os problemas estão aí. Todos têm problemas e buscam soluções. O cliente/mercado não está interessado no produto em si e/ou nas características do produto, mas, sim, na sua capacidade e na facilidade que ele tem de solucionar problemas. Nós, engenheiros, fomos "fabricados" para solucionar problemas, é isso que torna a jornada agradável e gratificante.

Desta forma, o desafio é grande, as adversidades são inúmeras, a jornada é agradável e gratificante. Estamos aqui criando soluções para problemas com um time de elite, tecnologia brasileira de ponta e produtos de classe mundial!


Luis Gustavo Schabarum

Sobre o autor:

Leandro Schaan Profes iniciou sua trajetória na Altus em 2006 como estagiário do time de Marketing de Produtos, equipe em que atuou até 2011, quando recebeu o desafio de liderar os setores de Marketing e Comercial de outras empresas. Retornou à Altus no final de 2019 como Diretor de Produtos para desenvolver o mercado norte americano da companhia.