7 dicas para otimizar o desempenho das suas prensas

7 dicas para otimizar o desempenho das suas prensas

25 Mar 2020

Em muitos processos industriais envolvendo unidades hidráulicas, como em máquinas do tipo prensa, um motor elétrico trabalhando sem ajuste de controle poderá ser um gargalo de desperdício de energia, pois estará sempre operando na velocidade nominal de rotação. 

Hoje, trouxemos sete dicas para você otimizar sua máquina e obter a maior produtividade com o menor consumo de energia possíveis:

Dimensione o motor de forma adequada

Na indústria, é muito comum encontrar motores sobredimensionados em aplicações que exigem menos potência do que eles são capazes de produzir.  Neste sentido, selecione um motor de potência inferior e opere com um fator de carga maior, permitindo a eficiência ideal do motor. Assim, você terá uma boa justificativa para fazer a substituição do motor, pois motores operados com baixos fatores de carga possuem fatores de potência menores e menor eficiência energética.

Utilize motores de alto rendimento

Ao comprar um novo motor elétrico, não pense somente no custo menor. Motores de eficiência energética Premium custam cerca de 20% a mais e podem ter um retorno relativamente curto, de forma que a economia de energia ao longo do tempo compensa o maior valor gasto na aquisição.

Alinhe a velocidade do motor

Em casos como este, é possível adaptar a velocidade do motor para que apenas a pressão e a vazão necessárias em cada momento sejam produzidas. Reduzir a velocidade do motor durante os períodos em que o equipamento demanda baixa vazão ou nas etapas do ciclo que requerem pressão mais baixa é uma ótima forma de economizar energia.

Quer mais dicas sobre motores? Faça o download do nosso e-book seis dicas para reduzir seu consumo de energia para motores elétricos.

Ajuste seus inversores de frequência

É possível alcançar uma redução de custo praticamente instantânea usando a tecnologia de controle de velocidade variável. Os inversores de frequência eletrônicos permitem controlar automaticamente a velocidade da bomba para que ela possa acompanhar as mudanças de demanda da máquina. Estes equipamentos podem ser configurados para reduzir a velocidade do motor durante as etapas do ciclo da máquina que requerem baixa vazão.

Ajuste o sequenciamento de abertura das válvulas

Saber o momento certo em que as válvulas devem abrir ou fechar é fundamental para durabilidade dos sistemas hidráulicos. Procure abrir primeiramente as válvulas direcionais e depois liberar pressão e vazão no sistema, isso reduz a pressão nas tubulações, junções, mangueiras e válvulas, aumentando a vida útil destes componentes.

Utilize controladores rápidos e de alto desempenho

Velocidade na execução dos movimentos é fundamental para que se tenha uma máquina ágil e com um menor tempo de ciclo. Máquinas hidráulicas não são diferentes, o elevado tempo de execução de uma instrução no CLP pode significar uma imprecisão no posicionamento do atuador. O atraso entre a leitura de uma entrada e o comando de parada em deslocamentos lineares rápidos pode resultar em erros indesejados, assim, opte sempre por controladores com tempos de execução de instruções menores e com rápida conversão AD para leitura das analógicas.

Promova ações preventivas 

É extremamente importante que você realize ações de manutenção preventiva periodicamente afim de evitar paradas inesperadas de produção devido ao mal funcionamento dos motores. Além disso, procure desligar os motores quando eles não estiverem funcionando, assim eles podem estender ainda mais sua vida útil e você evita dores de cabeças com o valor da energia.