CP DUO - Iniciando um projeto

1    Considerações Gerais

Este documento descreve a utilização do CP Duo e seus recursos de hardware e software.

O objetivo principal é orientar como iniciar uma aplicação, explicando os componentes que compõem o software MasterTool IEC.

A Altus sempre recomenda que um novo projeto seja iniciado a partir do modelo fornecido. Neste modelo todas as configurações iniciais necessárias para o funcionamento dos recursos como teclado e display estão ajustadas.

Para o entendimento total do funcionamento dos equipamentos é recomendado que os manuais dos produtos sejam consultados. A mesma recomendação aplica-se caso seja necessário modificar a arquitetura proposta como exemplo.


2    Itens Utilizados na Aplicação:

- Controlador Programável: Duo DU351

- Cabo de Programação do CP: AL-1715

- Software de Programação do CP: MasterTool IEC

- Fonte de alimentação 24VDC: AL-1535


3    Arquitetura



4    Iniciando um novo projeto

- Abrir o software MasterTool IEC.

- Ao iniciar um novo projeto, recomenda-se a utilização do modelo fornecido, pois este já possui as configurações básicas necessárias (teclado, display...).

- Para iniciar a partir do modelo ir ao menu: Arquivo -> Novo a partir do modelo.


- Selecionar a opção Modelo_DU350_DU351 se o equipamento possuir versão de software 1.02 ou inferior.

- Para versões de software 1.10 ou superior selecionar a opção Modelo_DU350_DU351_v110.

- Clicar em Abrir.


- Para verificar a versão do equipamento pressionar simultaneamente as teclas MAIN + seta para cima do teclado do Duo.

- Para sair da tela de versão pressionar MAIN + seta para cima novamente.


5    Área de trabalho
- A janela principal do software será apresentada. Na parte inferior existem 4 abas:
- POUs: Local onde são criados os programas nas linguagens da norma IEC61131.
- Tipo de dados: Permite ao usuário criar novos tipos de dados ou estruturas.
- Visualizações: Local onde o usuário desenvolve as telas e configuração do teclado.
- Recursos: Local para configuração dos recursos dos equipamento como canais analógicos e portas de comunicação.


6    Analisando o Modelo
- O modelo possui uma POU chamada NAVEGA onde o usuário pode declarar o nome das telas permitindo navegar entre elas usando as setas para cima e para baixo do teclado do Duo.
- Na aba Visualização existe uma tela chamada MAIN. Esta é a primeira tela apresentada quando ligamos o equipamento e esta vinculada a tecla MAIN do teclado do Duo.

7    Criando uma POU
- Uma POU (Program Organization Unit) pode ser um programa, uma função ou um bloco funcional escrito em qualquer uma das linguagens da normal IEC 61131.
- Para inserir uma POU clicar com o botão direto do mouse sobre a pasta POUs e selecionar a opção Acrescentar objeto.
 A janela Nova POU será aberta.
Onde em:
- Tipo da POU: Selecionar o tipo desejado. No tutorial foi utilizada a opção Programa.
- Nome da nova POU: Nome para a identificação da POU. A primeira POU do projeto deve possuir o nome PLC_PRG.
- Linguagem: Selecionar a linguagem na qual se deseja criar a POU. No tutorial será utilizada a linguagem Ladder (LD).
- Clicar em OK.
- A área de edição do programa e suas ferramentas serão apresentadas: 

8    Inserir objetos e declarar variáveis.
 -Abaixo a barra de ferramentas da linguagem Ladder:


- Clicar uma vez sobre a lógica 001 e após selecionar o botão contato aberto (destacado em vermelho na barra de ferramentas).
- Um contato com o símbolo ??? Inserido na lógica.
- Clicar sobre ??? e adicionar um nome (identificador) para o objeto e pressionar a tecla <ENTER> do computador.
- A janela Declarar variável será apresentada:
Onde:
- Classe: Classe a qual pertence o objeto. Ex: Variável de entrada = VAR_INPUT
- Nome: Nome para identificação do objeto.
- Tipo: Tipo do objeto. Ex: Booleano, Inteiro, Word...
- Valor inicial: Valor que será assumido pela variável quando o CP for energizado.
Caso não seja inserido um valor, o valor default será assumido. Tipicamente valor 0 ou false.
- Endereço: Endereço físico do CP. Ex: %IX0.0 = endereço da entrada digital zero.
- Comentário: Descrição opcional sobre a instrução.
- Realizada a configuração, clicar em OK.

Para exemplificar a utilização de outros elementos será utilizada a lógica abaixo onde a mesma possui um elemento com endereço de entrada, um auxiliar e um endereço de saída.
 Janela de declaração das variáveis:
Declaração das variáveis:
Para variáveis que não referenciam entradas ou saídas não é necessário inserir endereço do CLP (Variável dinâmica).

9    Configuração de Tarefas
Com o projeto estruturado, devem-se configurar as tarefas que o CP irá executar. As tarefas podem ser executadas por ciclo de tempo, ou por eventos (trigger). Ir à aba Recursos localizada na parte inferior do software e selecionar a opção Configuração de tarefas.

Selecionar a opção PRINCIPAL e configurar os atributos da tarefa

No tutorial foi atribuído que a função será do tipo Cíclico e o intervalo de tempo que será executada será a cada 100ms.


10    Colocando o CP em modo RUN
Com o projeto carregado no CP é necessário dar o comando para executar a aplicação, ou seja, colocar o CP em modo RUN. Para colocar o CP em RUN ir ao menu: Comunicação -> Run, ou pressione a tecla F5 do teclado do computador.
A aplicação será executada no CP, sendo permitido através do software de programação, monitorar e forçar valores no CP.


Ficou com dúvidas? Então clique no botão abaixo e fale com a gente!

ENVIE SUA DÚVIDA

Esta publicação foi relevante para você? Avalie o material para que possamos continuar melhorando.

Clique para gravar a avaliação
Gostou? Então compartilhe



Assine nossa newsletter e saiba tudo sobre automação!

Receba novidades sobre o mercado da automação, nossas soluções e as ações mais recentes envolvendo a Altus diretamente no seu e-mail.