BluePlant - Modbus TCP/IP com Elipse SCADA

Este tutorial demonstra a comunicação entre o supervisório BluePlant e o supervisório Elipse SCADA por meio do protocolo Modbus TCP/IP.


Componentes

 

Software:

BluePlant v2018.1.37

 

Elipse SCADA v2.29


Seções do Tutorial

1. ARQUITETURA

2. DESENVOLVIMENTO

   2.1. Desenvolvendo o projeto no supervisório Elipse SCADA (Client)

         2.1.1. Criação de um projeto no Elipse SCADA

         2.1.2. Configuração do dispositivo Modbus

         2.1.3. Criação e configuração de tags

         2.1.4. Construção da tela do supervisório

   2.2. Desenvolvendo o projeto no supervisório BluePlant (Server)

         2.2.1. Adicionar e configurar tags

         2.2.2. Configuração do dispositivo Modbus

         2.2.3. Construção da tela do supervisório

3. RESULTADO


____________________________________________________________________________________________________________________________________


1. ARQUITETURA

A arquitetura deste tutorial é constituída dos supervisórios BluePlant e Elipse SCADA instalados e funcionando corretamente em um computador.

Uma arquitetura semelhante a adotada neste tutorial foi aplicada em projetos na área de saneamento, em companhias como a Sabesp.





2. DESENVOLVIMENTO

Neste tutorial, iremos desenvolver aplicações para a troca de dados do tipo booleano, inteiro e real entre os supervisórios BluePlant e Elipse SCADA por meio do protocolo de comunicação Modbus TCP/IP, onde o Elipse SCADA será o cliente (Client) da comunicação e o BluePlant será o servidor (Server).

Ao final deste tutorial, está disponível para download uma pasta compactada com os projetos desenvolvidos nos supervisórios.


2.1. Desenvolvendo o projeto no supervisório Elipse SCADA (Client)

No supervisório Elipse, será configurado o dispositivo Modbus Client, adicionado e configurado tags com os endereços Modbus e por fim, vinculado estas tags à objetos gráficos para construção da tela de supervisão.

Para mais informações sobre o supervisório Elipse SCADA, é recomendado consultar o manual dele.


2.1.1. Criação de um projeto no Elipse SCADA

Com o software Elipse SCADA aberto, na barra superior, vá em Arquivo e clique em Nova Aplicação.



A janela Salvar aplicação nova abrirá. Selecione o diretório onde deseja salvar a aplicação, dê um nome a ela no campo Nome e clique em Salvar.




2.1.2. Configuração do dispositivo Modbus

Antes de iniciar a configuração do dispositivo Modbus, é importante verificar se o driver dele (Modbus.dll) está instalado e o local em que ele se encontra. Caso o driver Modbus não esteja instalado, é necessário realizar o download dele, acessando o link abaixo:

https://www.elipse.com.br/downloads/?cat=48&key=&language=ptbr#header-main


Com o projeto devidamente criado, na barra superior do software, vá em Arquivo em clique em Organizer.



A janela Organizer abrirá. Vá até a opção Drivers e clique em Novo.



Localize o local onde está salvo o driver Modbus.dll e clique em Abrir.



Após adicionar o driver, clique em Configurar.



A janela Propriedades do Driver abrirá. Na aba Configuração, clique em Extras para configurar a comunicação Modbus do driver.



A janela do driver (Driver Modicon Modbus v4.04) abrirá. Na aba Modbus, selecione Modbus TCP no campo Modbus Mode (1) e insira o endereço do escravo que deseja comunicar no campo Default Slave Address (2). Neste tutorial, o dispositivo escravo (Server) terá o endereço 2.



Na aba Operations, será configurado as funções Modbus que serão utilizadas na comunicação. Para os tipos de dados booleano e inteiro podem ser utilizadas as operações 06 e 03, respectivamente. Para o tipo de dado real, será necessário adicionar uma nova operação. Portanto, clique em Add.



Os campos acima do botão Add ficarão disponíveis para edição. Selecione double no campo Data (1), marque a opção Swap DWords (2) e clique em OK (3).



Na aba Setup, selecione Ethernet no campo Physical Layer.



Por fim, na aba Ethernet, é necessário configurar o endereço IP que será utilizado na comunicação com o supervisório. Neste tutorial, no campo Main IP será inserido o IP 127.0.0.1 (localhost) com a porta 502, pois o BluePlant (Server) está sendo utilizado no mesmo computador.

Para concluir as configurações do driver, clique em OK.



Após, clique em Fechar na janela Propriedades do Driver.



2.1.3. Criação e configuração de tags

Nesta subseção, será adicionado e configurado o endereço Modbus das três tags responsáveis por transferir os valores (booleano, inteiro e real) dos objetos gráficos entre os supervisórios. Para isso, ainda na janela Organizer, vá no campo Tags e clique em Novo Tag.



A janela Criar um novo tag abrirá. Altere a quantidade para 3 (1), selecione a opção Tag PLC (2) e clique em OK (3).


As três tags (tag001, tag002 e tag003) serão adicionadas abaixo do campo Tags. Para configuração delas, serão utilizados os campos: Nome, Descrição, N1, N2, N3 e N4, onde:

Nome: Nome que deseja para tag;

Descrição: Descrição que explica a função da tag;

N1: Endereço do escravo da comunicação = 2;

N2: Função Modbus configurada na aba Operations da configuração do driver;

N3: Não utilizado;

N4: Endereço inicial do operando.


Dessa forma, a configuração das tags deverá estar conforme as imagens abaixo: